Por vezes, e muitas são as vezes, gramaticalmente incorretas,despretenciosas,desobedientes às regras,
as palavras aqui são só ajuntadas e se tornam frases
simples ... uma maneira de expressar o que sinto. della

terça-feira, junho 24

Cúmplice




O amor é o cúmplice da poesia
a poesia do seu corpo
minha linguagem provocadora,obscena
rebelde sexo a me revirar
delícia que faço, ato de amor entre poesia e linguagem
território de minha boca
sou puta de uma só mulher
misteriosa e indolente, nos meus braços,
linguagem entre amor e poesia,
suor, lágrimas, que derramo quente
sou o seu próprio fazer
um triângulo
uma fé inabalável
erótica armadilha
cumplicidade de meu gozo
aquele que deixo dentro de você
molhado.

imagem de A. Brito

3 comentários:

pin gente disse...

cúmplice e sensual, della

beijo
luísa

Madalena disse...

Pareces feliz e plena de Amor e eroticidade. Fico muito Feliz por ti.

Beijos da Amiga de "quase sempre" . :)

Madalena disse...

"Quase sempre" quer dizer que não nos conhecemos ao nascer (menina mimada!) :D

Bjs